INCANDEIA INCANDEIA

#CRÔNICA

PAGODE

#TIRINHA

PARTIDO ALTO

#ENTREVISTA #ARTIGO #MATÉRIA

SAMBA CANÇÃO

#ILUSTRAÇÃO

Tag: aline dias

Qual o limite?

21 de junho de 2017  por Aline Dias  , , ,   nenhum comentário

A jornada do limite é o espelho da gente. Geografia nunca foi um problema, entendi. Matemática sempre foi fácil e continua sendo. A lógica me guia como desde sempre, porém agora com um tanto mais de alma. Tento ouvir minha própria alma pra saber dos caminhos e só sei que vai dar certo sem saber […]

#compartilheTweet about this on TwitterEmail to someoneShare on Facebook

Confortável

6 de fevereiro de 2017  por Aline Dias  , , , ,   nenhum comentário

Generosidade eu sempre tive: eu sempre soube que podia ajudar, que devia ajudar. Razão modus operandi. Estou cansada. Meu amor, não venha hoje. Venha só se quiser descansar um pouco comigo. Eu não sei se você é amor. Eu não sei de muita coisa e finalmente estou confortável. Agradeço ao moço covarde por ter me […]

#compartilheTweet about this on TwitterEmail to someoneShare on Facebook

vai profundo

30 de janeiro de 2017  por Aline Dias  , , , ,   nenhum comentário

Quando eu era criança eu ouvia lanterna dos afogados e sabia que era eu. Uma luz no túnel dos desesperados, mas o desespero era tão constante que eu só pensava em luz no fim do túnel. Ninguém ouvia. A vida é curta. Eu quero te contar de mim do começo, de onde eu vim e […]

#compartilheTweet about this on TwitterEmail to someoneShare on Facebook

A festa sou eu

23 de janeiro de 2017  por Aline Dias  , , , , ,   nenhum comentário

De-sa-fi-a-do-ra. Não sei o que significa. Olhos de lince, fundo, alguma coisa. Quanta coisa dizem olhos? Mesmos olhos diferentes dias. Cada dia uma coisa disse. Não existe dicionário de olho, meu amor, instinto. É. Eu olho. Desafio, dizem. Ninguém gosta. Ou não. Com quantas lágrimas se faz um grupo? A cola é a gente mesmo. […]

#compartilheTweet about this on TwitterEmail to someoneShare on Facebook

Espuma

9 de janeiro de 2017  por Aline Dias  , , , , ,   nenhum comentário

  Troquei o nome de um amor por outro. Troquei o nome do amor pulsante pelo nome do amor velho, finito. Tenho agora dois cadáveres. Abri uma cerveja meio dia de segunda feira porque estou feliz de saber que o amor não pulsa mais. Chequei-lhe a respiração: está frio e inerte. Chega um homem na […]

#compartilheTweet about this on TwitterEmail to someoneShare on Facebook
Página 1 de 1712345...10...Última »